Seeb de Rio do Sul conquista vitória contra as transferências compulsórias no Banco do Brasil

POR 6 VOTOS A 5, STF MUDA DE POSIÇÃO E DERRUBA PRISÃO APÓS CONDENAÇÃO NA 2ª INSTÂNCIA
8 de novembro de 2019
APÓS FECHAR 463 AGÊNCIAS, BB PREVÊ APENAS AJUSTES PONTUAIS EM REDE
11 de novembro de 2019

Seeb de Rio do Sul conquista vitória contra as transferências compulsórias no Banco do Brasil

JUSTIÇA DIZ NÃO AS TRANSFERÊNCIAS COMPULSÓRIAS NO BANCO DO BRASIL

JUSTIÇA DIZ NÃO AS TRANSFERÊNCIAS COMPULSÓRIAS NO BANCO DO BRASIL

Dentro das regras do PAQ (Programa de Adequação de Quadros) proposto pelo Banco do Brasil, está previsto remoção compulsória de empregados.

Por meio de ação judicial, através do escritório de advocacia do Dr. André Tito Voss,  que deu assessoria jurídica ao Sindicato, a justiça entendeu que o banco não pode transferir empregados para outros municípios.

Infelizmente fomos obrigados a recorrer à justiça mais uma vez, para impedir essa arbitrariedade por parte do banco, que só têm trazido transtornos aos seus empregados.

Vamos continuar a defender os direitos dos empregados.

No nosso entendimento, as remoções de forma compulsória causam adoecimento aos trabalhadores, bem como prejuízo financeiro. Na medida que têm que mudar de cidade, gera transtornos ao planejamento familiar.

Esperamos que o banco repense essa atitude unilateral de agir.

Mario Sergio Visentainer –  Presidente

SEEB RIO DO SUL E RGIÃO

Os comentários estão encerrados.