Percentual de famílias endividadas sobe pelo 5º mês seguido e chega a 63,4%, diz CNC

5 gastos que consomem quase 75% do orçamento da União
11 de junho de 2019
Petrobras e Caixa vão movimentar R$ 15 bilhões na Bolsa
11 de junho de 2019

Percentual de famílias endividadas sobe pelo 5º mês seguido e chega a 63,4%, diz CNC

Trata-se do maior nível desde setembro de 2015. Já a proporção de famílias com contas ou dívidas em atraso subiu para 24,1% em maio.

O endividamento das famílias registrou a quinta alta consecutiva em maio, de acordo com um levantamento divulgado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) nesta terça-feira (11).

No mês passado, o percentual de famílias brasileiras endividadas alcançou 63,4%, um aumento de 0,7 ponto percentual (p.p.) em relação a abril (62,7%). Trata-se do maior percentual desde setembro de 2015 (63,5%).

Na comparação com maio do ano passado, o crescimento apurado foi de 4,4 pontos percentuais.

O indicador considera dívidas com cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro e seguro.Endividamento das famíliasEm % de famíliasjan/18fev/18mar/18abr/18mai/18jun/18jul/18ago/18set/18out/18nov/18dez/18jan/19fev/19mar/19abr/19mai/1958596061626364nov/18
● : 60,3
Fonte: CNC

Já a proporção de famílias com contas ou dívidas em atraso, ou seja, inadimplentes, passou de 23,9% em abril para 24,1% maio, o maior percentual desde maio de 2018.

Já o número de famílias que declararam não ter condições de pagar suas dívidas em atraso, permanecendo inadimplentes, ficou estável em 9,5% na comparação com o mês anterior, e teve uma baixa de 0, 4 p.p. na comparação com maio de 2018 (9,9%).

Entre as famílias endividadas, a parcela média da renda comprometida com dívidas ficou estável em maio de 2019, mantendo-se em 29,3%. Entre as famílias com contas ou dívidas em atraso, o tempo médio de atraso foi de 62,9 dias em maio de 2019 – inferior aos 64,4 dias de maio de 2018. O tempo médio de comprometimento com dívidas entre as famílias endividadas foi de sete meses, sendo que 25,3% delas estão comprometidas com dívidas de até três meses e 31,3%, por mais de um ano.

A Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic Nacional) é apurada mensalmente pela CNC desde janeiro de 2010. Os dados são coletados em todas as capitais dos Estados e no Distrito Federal, com cerca de 18 mil consumidores.

Fonte – Gazeta do Povo

Os comentários estão encerrados.