Os brasileiros estão muito endividados e sabem pouco sobre finanças, diz pesquisa

RS: confira os direitos dos trabalhadores em casos de calamidade pública
23 de maio de 2024
Presidente do BB foi feirante e é a única brasileira em ranking da Forbes
24 de maio de 2024

Os brasileiros estão muito endividados e sabem pouco sobre finanças, diz pesquisa

Pesquisa realizada pela Onze, fintech de saúde financeira previdência privada do Brasil, constatou que organizar as finanças pessoais ainda é uma realidade distante de muitos brasileiros. Entre os entrevistados, 47% admitiram que não conseguem organizar o próprio orçamento, 59% responderam que não sabem como fazer e 26% afirmaram que já tentaram, mas desistiram.

O levantamento avaliou o nível de conhecimento financeiro dos brasileiros e descobriu que 42% sabem pouco ou quase nada sobre finanças pessoais e investimentos. Outros 36% afirmaram ter apenas conhecimentos básicos, 19% sabem o suficiente para organizar as finanças pessoais, além de entenderem um pouco de investimentos e apenas 3% entendem bem sobre o assunto e organizam as próprias finanças.

O estudo buscou compreender, ainda, se as pessoas costumam pesquisar ou estudar materiais relacionados ao tema e revelou que 54% não têm esse hábito, sendo que a maioria desses diz nem saber por onde começar a se informar (47%). Entre os respondentes que pesquisam e estudam (46%), a maior parte utiliza o Google para essa finalidade (54%). Em seguida, vêm o YouTube e as redes sociais, com 49% das respostas.

Com pouco ou nenhum foco em educação financeira nas escolas, a maioria das pessoas não sabe nem por onde começar a aprender mais sobre o tema. E as que tentam buscar conhecimento, costumam ir em fontes pouco confiáveis. Isso tem relação direta com os altos níveis de endividamento e nós já identificamos em outros estudos que o estresse financeiro gerado pelas contas desorganizadas pode causar problemas de saúde mental, saúde física e até problemas de relacionamento e produtividade”, destaca Samuel Torres, Diretor de Saúde Financeira da Onze.

O levantamento considerou ainda se as pessoas conseguem guardar dinheiro, formar uma reserva financeira e se preparar de alguma forma para a aposentadoria. A maioria, 66%, não tem qualquer quantia guardada e 62% responderam que pretendem fazer uma poupança pensando no futuro, mas ainda não começaram.

Em relação ao impacto das questões financeiras na vida dos trabalhadores, a pesquisa constatou que 74% seriam mais felizes e produtivos se conseguissem atingir estabilidade financeira com planejamento e melhor organização das dívidas. A pesquisa ouviu 1.599 pessoas, entre 18 e 64 anos, que ganham por mês entre R$ 2.604 e R$ 19.530.

Fonte: Valor investe

Os comentários estão encerrados.