No Brasil, população jovem sofre com desemprego

Emprego cresce na Espanha no 1º tri com mudanças na reforma trabalhista
30 de junho de 2022
Após pressão, Santander começa a cumprir reintegrações
30 de junho de 2022

No Brasil, população jovem sofre com desemprego

O jovem brasileiro forma a parcela da população mais afetada pelo desemprego. Atualmente, das 47 milhões de pessoas entre 15 e 29 anos – maior população jovem da história – cerca da metade está desempregada.

Os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que a taxa de desemprego desta parcela chega a 27,1%. O que significa que um em cada quatro jovens está sem trabalho.
Para piorar o cenário, o governo, através da Medida Provisória nº 1.116, quer congelar de forma imediata cerca de 90 mil vagas de aprendizes nos primeiros meses, com perspectiva de redução de 46% do total de vagas existentes no programa. Não é só isso. Neste ano cortou em 93,5% o orçamento da SNJ (Secretaria Nacional da Juventude).
Categoria Bancária
Os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) sobre a categoria bancária mostram que os bancos usam as novas contratações para promover a troca de bancários mais velhos por trabalhadores com idade entre 18 e 29 anos, com salários menores.

Sem falar que a maior parte dos jovens que entra no setor financeiro não é absorvida pelos bancos. Entre abril de 2021 e abril de 2022, das 50.283 contratações de pessoas entre 17 e 29 anos no setor, só 12.783 foram para a categoria bancária. Os demais são terceirizados.

 

Fonte: O povo

Os comentários estão encerrados.