Crédito consignado bate recorde de reclamações

Redução do orçamento do FGTS prejudica população
23 de fevereiro de 2021
Itaú muda protocolo e expõe ainda mais os bancários ao risco de contaminação
23 de fevereiro de 2021

Crédito consignado bate recorde de reclamações

As reclamações contra bancos relacionadas ao crédito consignado bateram recorde no quarto trimestre de 2020. De acordo com o Banco Central, 10,5 mil queixas foram registradas nos últimos três meses do ano passado.

Em resposta ao aumento dos casos, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) anunciou que proibiu nove correspondentes bancários de atuarem na oferta do consignado.

Os correspondentes são empresas contratadas por instituições financeiras que atuam como intermediários para a prestação de serviços de atendimento aos clientes, e têm o crédito consignado como um dos principais produtos, especialmente para aposentados e pensionistas.

Os clientes devem estar atentos a lista de banidos pela Febraban para evitar possíveis complicações. São as empresas Credmais, Provisão Vendas, F Sunglass, M Lessa Serviços, Agrice Rodrigues de Araújo , Atitude MG, WG Serviços Cadastrais – São Paulo, MJ Serviços Cadastrais São Paulo LTDA EPP e Otimize. Além disso, 134 correspondentes foram advertidos e 104 tiveram as atividades suspensas temporariamente.

É importante salientar que o assédio comercial para oferta de crédito consignado é uma prática inadmissível. Aposentados e pensionistas, que costumam ser mais vulneráveis na hora da propaganda e facilidade para obter empréstimos, merecem ser respeitados, com transparência e clareza na hora de fechar um empréstimo.

Fonte: Money Times

Os comentários estão encerrados.