Cesta básica compromete 55% do salário mínimo

Dieese: Em maio, 54% dos acordos salariais perderam para inflação
23 de junho de 2022
Juros seguem altos por tempo prolongado, diz BC
23 de junho de 2022

Cesta básica compromete 55% do salário mínimo

Os preços dos produtos não param de subir e compromete boa parte do rendimento das famílias. Atualmente, o valor médio da cesta básica é de R$ 663,29, equivalente a 55% do salário mínimo, de R$ 1.212,00.

Dados do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) mostram que a população mais pobre está desassistida. O valor médio da cesta básica neste ano acumula a maior alta já registrada desde 2004, quando o índice chegou a comprometer 58% do salário mínimo.

Enquanto entre os anos de 2012 e 2018, a situação do brasileiro era totalmente diferente. Nesse período, a cesta básica alcançou o menor custo em relação ao salário, chegando a representar 40% dos ganhos mensais.

Mas, a partir de 2019, com Bolsonaro, tudo mudou. Para pior. O Brasil retrocede. O desemprego não cai. O custo de vida só aumenta. Para não passar fome milhões de pessoas vivem de bico, o que não garante nada. Outros milhões nem isso têm a chance de fazer. Não à toa o número de brasileiros que não têm nada para comer disparou e hoje passa dos 33,1 milhões, 15% de toda a população do país.

 

Fonte : Dieese

Os comentários estão encerrados.