Caixa tem que contratar novos empregados urgente

STJ iguala condições do plano de saúde dos aposentados
23 de fevereiro de 2021
Redução do orçamento do FGTS prejudica população
23 de fevereiro de 2021

Caixa tem que contratar novos empregados urgente

Ao invés de convocar os aprovados no último concurso público de 2014, a Caixa está reintegrando, sem planejamento, 400 empregados que estavam cedidos para outros órgãos, como ministérios, estados e prefeituras. A medida não vai solucionar o problema do déficit de trabalhadores nas agências do banco público.

É preciso aumentar o número de bancários nas unidades, contratando mais empregados. Existe uma fila de concursados só aguardando a convocação. O retorno do auxílio emergencial reforça ainda mais a necessidade da ampliação do quadro de pessoal urgente.

Retirar os trabalhadores que estão em outros órgãos desempenhando papel estratégico para a Caixa não é a solução. Para o movimento sindical, as cessões para outros órgãos de Estado são fundamentais para o banco estreitar relações, formar o corpo técnico e integrar o alcance das ações da empresa de forma estratégica aos interesses nacionais.

Outro questionamento feito pelos sindicatos por conta da falta de planejamento é a importância de treinamento para os empregados reintegrados, pois estão especializadas em determinados assuntos e serviços diferentes dos que são realizados nas agências. Então, na prática, não vão suprir a demanda.

Os comentários estão encerrados.