Bancário do Santander não deve trabalhar com atestado

BB afrouxa protocolos e empurra funcionários para visitas presenciais
14 de janeiro de 2022
Atenção aos seus direitos em caso de Covid ou gripe
14 de janeiro de 2022

Bancário do Santander não deve trabalhar com atestado

Com atestado médico, o trabalhador deve tirar um tempo para ter condições de se recuperar da doença. Quer dizer que, neste período, qualquer atividade laboral tem de ser interrompida. Mas, nem sempre é o que acontece.

O movimento sindical recebeu denúncias de que funcionários do Santander com sintomas de Influenza ou Covid-19 afastados do trabalho mediante atestado médico são pressionados pelos gestores a trabalharem de casa. Um absurdo.

Os bancários devem informar por e-mail aos gestores as recomendações médicas e anexar o atestado para que fique registrado no sistema. Também devem justificar o afastamento médico no ponto eletrônico e seguir as instruções dos protocolos de prevenção à Covid-19 e à Influenza, disponíveis na intranet do banco.

Se o empregado for pressionado, assediado ou sofrer cobrança para retornar ao trabalho presencial antes da autorização do médico ou para que permaneça trabalhando remotamente, mesmo com atestado, o Sindicato deve ser acionado.

Os comentários estão encerrados.